segunda-feira, 14 de março de 2011

Fantasias

Uma nova noite se inicia, e essa com certeza vai ficar na memória.
Quando as estrelas emergem no céu em nós,simbolizado rasteiramente surgem fantasias que representam bem mais do que os olhos podem ver!
E os olhos podem ver uma pequena moça vestida de Pochontas, que na verdade ia ser Miss Simpatia e depois Tomb raider ( personagens cheios de coragem, audacia, bom humor, personalidade, idependencia e simpatia! ) tudo a ver com paty? sim..tudo a ver com paty, mas no final nos aceitamos sua escolha definitiva, afinal biologas adoram a floresta os animais e tudo isso,não é mesmo ?
Aceitamos tambem aquela que se veste de corações, coração nobre, passional, frágil, intenso e carinhoso, a nossa rainha era realmente a protagonista da festa! pela data, pela fantasia, e por tantos outros atributos que sabemos que ela tem. E um dos que mais sabem ali era seu par, em vida,em fantasia,em sentimentos... O rei de copas veio atrasado, mas com uma surpresa em suas longas mangas vermelhas bordadas a coração, esse um pouco disperso e curioso pro mundo, porem muito certo de que vestir-se de tal forma naquela noite, simbolizava muito mais do que alguns podiam interpretar, mesmo que atrasado. Não é mesmo?
E alguns também não poderiam interpretar nossa solitária marinheira, que em seus olhos nebulosos sobre mares oceanos e rios de lágrima, segurava sua ancora na esperança de nao afundar, eno sorriso marcante e estampado estava a vontade de se reerguer e sair daquela tempestade em alto mar. Não muito longe da tempestade ou dos lagos escuros de Março  nadava o Cisne negro, um tanto desmotivado e deprovido de cores, mas sempre tentando enxergar a beleza atraves de seus olhos expressivos e de sua alma quente e coração afetuoso.

O que vestimos em uma noite casual  pode refletir nossa roupa do cotiano, não aquela fabricada em grandes atacados, mas a que escolhemos pra nos, aquela de identificação, de proteção, de meio de expressão!
A pergunta seria ... será que estamos usando a fantasia apropiada? ou na verdade é impossivel vestir algo que não seja aquilo que estamos sentindo e vivenciando? Eu, infelizmente não sei as respostas...

Uma boa  semana!

2 comentários:

Dionis Maikon disse...

Olha... excelente análise Zuza... pode ser que nem todos ali, mas boa parte se fantasiou de algo que representasse sua personalidade, nem q fosse por um dia... um instante... enfim... de forma consciente ou inconsciente msm... uns usando a felicidade como inspiração outros a tristeza, mas todos por um único fim, diversão... É nessas horas que agente ve o qto o sofrimento que passamos na vida uma hora se transforma em algo bom... pode parecer viagem mas nao é... um momento triste, doloroso nas nossas vidas, pode estar sintetizado numa fantasia de uma festa que só nos trouxe felicidade... isso é mágico.. doido... e a prova de que todo momento de sofrimento nada mais é do que um sinal da chegada de um, ou vários momentos felizes!!!

Adorei cara!!!

Patricia disse...

eu acho festa fantasia um banquete para enxergarmos as personalidades das pessoas escancaradas em imagens um pouco mais coloridas do que no dia-a-dia!!

Seu olhar criativo e análitico, somada ao prévio conhecimento dos seus amigos deixou muito interessante esse relato de fantasia/realidade.

bjos zuzu